Casais

Fortalecendo a família sob a luz da Palavra

Foto ilustrativa da notícia em destaque

Foto: Encontro de Casais da Igreja do Nazareno Sousas em Poços de Caldas

Foto ilustrativa do autor da notícia Por: Marcelo Júnior Gazola, Ana Paula Z. Gazola
marcelogazola@yahoo.com.br


O Ministério de Casais da Igreja do Nazareno de Sousas existe há mais de 10 anos e é voltado para crescimento e fortalecimento da família, objetivando apoiar, aconselhar, incentivar e resgatar famílias. Nunca fomos tão atacados em nossas origens como nestes tempos.

Estamos assistindo muitas vezes o desmantelamento do que é sagrado e Divino à família; leis são criadas para favorecer relacionamentos contrários à Palavra de Deus e à natureza humana. Não é por acaso que vemos e participamos de uma sociedade sem limites, sem referências paternas, insegura nos relacionamentos e sem o conhecimento de Deus; pessoas imaturas casando e descasando, como se casamento fosse um relacionamento passageiro, quebrando alianças, pactos; uma geração que não leva a sério os compromissos assumidos, não só o casamento, mas suas responsabilidades como cidadão.

A mídia, através da televisão, tem estado nos lares e arrasando jovens e adultos com seus conceitos de uma geração sem fundamentos, geração “isso não tem nada a ver”. Nós, como Ministério de Casais, nos levantamos como guerreiros, filhos de Deus, no meio de corrupção e troca de valores, para falarmos e levarmos Deus, Sua Palavra, Seu desejo e caráter. A cada dia nos tornamos mais responsáveis por mantermos estes padrões Divinos de compromisso mesmo que tomemos o prejuízo, aliança mesmo quando tudo diz não, amor sem querer receber o mesmo.

Embora raros, todos nós já assistimos na TV ou vimos na Internet, alguma reportagem cujo foco era o relacionamento de casais que conseguiram vencer a barreira do tempo e se sentiam felizes por ainda estarem casados. Estes casais estavam felizes e se sentido abençoados por Deus justamente numa época em que o divórcio está tanto em evidência.

Será que existem alguns métodos ou princípios que ao aplicá-los em uma vida a dois podem fazer com que este relacionamento tenha durabilidade, tenha consistência e dinamismo? Nós cremos que sim. Existem com certeza muitos princípios que quando levados a sério numa relação podem dar dividendos satisfatórios e prazerosos por dentro do casamento. Nesta oportunidade queremos destacar apenas três destes princípios para a manutenção da instituição criada por Deus chamada casamento:


1. RESPONSABILIDADE - Fica difícil manter um relacionamento de um homem e uma mulher quando este princípio é desconsiderado. Responsabilidade implica em compromisso, aceitação de obrigações que são novas, diferentes e desafiadoras no casamento:
Novas, porque de uma hora para outra, hábitos antigos precisam ser ajustados à nova realidade.
Diferentes, porque é o começo de algo que até então ambos nunca experimentaram.
Desafiadoras, porque a cada dia no casamento vão existir muitos desafios que ambos terão de enfrentar.
A responsabilidade é um aspecto que precisa ser levado a sério antes e durante os anos de vida conjugal.


2. FIDELIDADE - Fidelidade é outro aspecto importantíssimo em um relacionamento a dois. Têm tudo a ver com cumplicidade, ou o respeito que ambos devem nutrir ao longo dos anos. Sem dúvida um dos maiores motivos para o divórcio é a falta de fidelidade. Para uma vida a dois ser bem-sucedida este princípio precisa ser cultivado a partir de pequenas coisas, pequenos detalhes, tais como a constante apreciação pelo cônjuge, a demonstração de carinho, de afeto. Na realidade é um constante vigiar para se manter integro, correto, autêntico. Reconhecer que o presente que Deus lhe deu que foi a (o) sua (seu) amada (o) deve ser valorizada (a) respeitada (o). Esta pessoa é parte de você. É parte de sua carne e não deve ser tratada (o) com desdém. Fidelidade é manter-se na linha, nos trilhos da vida. É ser transparente, comedido em suas ações. Mesmo nos pensamentos, a lascívia, a imoralidade precisa ser atacada de frente com a ajuda de Deus. O respeito de um para com o outro deve ser cultivado.


3. AMOR – O amor é tudo em um relacionamento. Quem ama se dá. Quem ama perdoa. Quem ama pede perdão. É Cortez, é gentil. O amor é abrangente. Ele é capaz de integrar, de unir, de envolver, de resolver muitas questões de situações de conflito. Quando se ama se respeita. Quando se ama se é fiel, responsável. Em uma época onde a palavra de ordem é a globalização, eis aí a extensão e o fascino do amor. Só o genuíno amor pode fazer com que a durabilidade exista de fato em uma família. Só o amor pode enfrentar os maiores problemas, os maiores obstáculos que a vida nos apresenta. Sem ele não se respira, não se move neste mundo. Não se vive. Eu não me refiro somente a um amor paixão que está ligado constantemente a sexo. Estou me referindo a um amor de envolvimento, a um amor de amizade, de companheirismo, de compartilhamento. É um amor que sofre com o outro, que aprende com o outro. É o amor que se deixa conquistar, que não é vulnerável, que é permanente, que é bom e saudável.


Portanto aí estão três princípios que se forem praticados no dia a dia no relacionamento conjugal fará diferença na soma dos anos. Lembre-se: Nunca é tarde para colocar estes princípios em evidência em sua vida. Você pode começar a partir de hoje a desenvolver o seu relacionamento conjugal através de suas ações, pensamentos, através do diálogo praticando a responsabilidade, a fidelidade e o amor. Deus, neste dia está presente para abençoá-la e ensiná-la na medida que você o convidar para ser Senhor de sua vida.


Estamos à sua inteira disposição. Venha até nossa Igreja, nos conheça e caso se interesse você poderá nos contatar via e-mail, telefone ou WhatsApp que se encontram logo abaixo ou em nossa página ministerial. Desejamos a você as bênçãos de Deus e que o seu casamento seja frutífero e abençoado.